8 de janeiro de 2018

6 nutrientes amigos da saúde dos seus olhos

6 nutrientes amigos da saúde dos seus olhos

Incluir uma rotina de exercícios e alimentação saudável, ao contrário do que muitos pensam, não ajuda só na parte estética do corpo, mas em todo o seu funcionamento. Uma boa alimentação pode ajudar a ter o sono mais regulado, na disposição, concentração em atividades… E até na saúde dos olhos. Confira abaixo 6 nutrientes que são amigos da sua saúde ocular, e que podem ser encontrados em diversos alimentos.

Vitamina A


Ao pensarmos em alimentos que fazem bem aos olhos, o que vem a nossa mente em primeiro lugar é: cenoura! Ocorre que o vegetal é fonte de carotenoides – que são constituintes do pigmento macular. Esses componentes têm um papel como antioxidantes – protegem o organismo contra a ação dos radicais livres – e uma dieta pobre desse nutriente propicia o envelhecimento do corpo e cristalino. A deficiência de vitamina A no organismo pode causar a cegueira noturna, que é a dificuldade de enxergar em lugares mais escuros. Além da cenoura, outros alimentos ricos em vitamina A são o mamão papaya, brócolis, abóbora, manga, espinafre, laranja, batata-doce, ovo, queijo, entre outros.

Vitamina C


A nossa tão querida vitamina C tem entre suas vantagens ser um poderoso antioxidante. Ou seja, o papel dessa substância é de proteger as células sadias do organismo contra a ação dos radicais livres. “Uma alimentação pobre em antioxidantes propicia o envelhecimento geral do corpo e também do cristalino”, afirma a doutora Keila Monteiro, professora titular da UNICAMP. A vitamina C pode ser também uma grande aliada contra o desenvolvimento da Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI), além de ajudar a postergar a catarata. Outros estudos apontam que também pode reduzir a pressão intraocular em doentes com glaucoma. Coma à vontade: acerola, goiaba, mamão, pimentão, brocólis, couve de Bruxelas, morango, abacaxi, laranja, kixi, melão centaloupe, couve-flor, couve, framboesa, acelga, tomate, limão…

Vitamina E


A vitamina E tem poderosa ação antioxidante, ou seja, combate radicais livres que prejudicam a saúde das nossas células. É capaz de diminuir os riscos de desenvolvimento de doenças cardíacas, contribui para a prevenção do câncer de próstata e doença de Alzheimer. Estudos mostram que combinada a outras vitaminas, pode reduzir o risco de progressão da Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI), doença que representa a causa mais frequente de cegueira em pessoas acima de 65 anos. Amêndoas, brócolis, amendoim, espinafre, semente de girassol, azeite, mamão, kiwi, cenoura, pepino, abacate, couve, castanha-do-Pará… A lista de alimentos ricos em vitamina E é grande.

Zinco


Você pode encontrá-lo em grão-de-bico, ervilha, feijão, carne vermelha, fígado, cereais integrais, castanha de caju, amêndoas, abacate, abacaxi, ameixa, banana, manga, melão, morango, alface, agrião, batata-doce, beterraba, brócolis, cogumelo, couve e couve-flor. UFA!O zinco é um mineral importante para a cicatrização, manutenção do paladar e olfato, além de ser fundamental para a função imunológica. O olho é um dos órgãos com maior concentração do mineral.

Ácidos Graxos e Ômega-3


Nem todo tipo de gordura faz mal. Os ácidos graxos Ômega-3, por exemplo, não são produzidos pelo nosso corpo e são essenciais. Eles desempenham importantes funções no desenvolvimento e funcionamento do cérebro e da retina. Você pode encontrá-los na linhaça, óleo de soja, óleo de linhaça, chia, nozes, sardinha, atum, arenque, anchova, peixes que vivem em águas profundas e frias, e também em algas marinhas.

Luteína e Zeaxantina


São encontradas na laranja, nectarina, mamão, pêssego, brócolis, couve de bruxelas, repolho, couve-flor, ervilha, milho, rúcula, espinafre, abóbora, gema de ovo, entre outros.Essas são duas palavrinhas estranhas que você deve conhecer para manter a dieta completa. Afinal, não adianta querer ter uma boa saúde sem cuidar da alimentação. São substâncias presentes em milhares de alimentos e têm função antioxidante, que protege as células sadias do organismo contra a ação dos radicais livres. A zeaxantina é um fotoprotetor superior durante a exposição à luz prolongada e a luteína pode prevenir doenças oculares.

– –
Fonte: CBO – Conselho Brasileiro de Oftalmologia

Você também pode gostar
Olhos secos: pequenos cuidados evitam dor e infecções
+
Olhos secos: pequenos cuidados evitam dor e infecções

Os olhos tem uma lubrificação natural chamada lágrima ou filme lacrimal, além de lubrificar, esse líquido protege nossos olhos contra micro-organismos ...

22 de fevereiro de 2024
Fadiga ocular e dicas de segurança para crianças em aprendizado virtual
+
Fadiga ocular e dicas de segurança para crianças em aprendizado virtual

Com a pandemia da Covid-19, muitas crianças estão vivendo um ambiente de aprendizagem online. Complicações associadas ao uso prolongado de telas incluem miopia, ...

19 de maio de 2023
O diagnóstico de Enxaqueca Ocular
+
O diagnóstico de Enxaqueca Ocular

A enxaqueca afeta a visão de forma temporária. Apesar dos efeitos passageiros, o diagnóstico rápido promove o bem-estar do paciente. Perda transitória do campo ...

30 de outubro de 2023
siga @signorellioftalmologia no Instagram