19 de maio de 2023

Fadiga ocular e dicas de segurança para crianças em aprendizado virtual

Fadiga ocular e dicas de segurança para crianças em aprendizado virtual

Com a pandemia da Covid-19, muitas crianças estão vivendo um ambiente de aprendizagem online. Complicações associadas ao uso prolongado de telas incluem miopia, fadiga ocular e perturbações no sono.

Segundo a Academia Americana de Oftalmologia (American Academy of Ophthalmology – AAO), a melhor maneira de lidar com os possíveis efeitos das telas nos olhos e na visão das crianças é ajudá-las a estabelecer bons hábitos de uso dos dispositivos eletrônicos. Essas mesmas recomendações são válidas também para adultos e pessoas que sofrem de olho seco ou fadiga ocular.

Dicas para evitar a fadiga ocular

A AAO orienta:
Seguir a regra “20-20-20?: a cada 20 minutos, a criança deve olhar, pelo menos, uma distância de 6 metros por 20 segundos. Um cronômetro deve ser usado para lembrar a criança com que frequência ela deve olhar à distância;

A leitura de um e-book deve ser alternada com um livro real. As crianças devem ser incentivadas a olhar para cima e para fora da janela a cada dois capítulos;
Após completar um nível em um videogame, olhe pela janela por 20 segundos;

Os livros devem ser marcados, previamente, com um clipe de papel a cada poucos capítulos para que a criança se lembre de olhar para cima. Em um e-book, a função “marcador? pode ser usada para o mesmo efeito;

Deve ser evitado o uso de telas em ambientes externos ou em áreas muito iluminadas, onde o brilho na tela pode criar tensão ocular;
O brilho e o contraste da tela devem estar ajustados para que sejam confortáveis;

Uma boa postura deve ser adotada ao se usar uma tela. A postura inadequada pode contribuir para a rigidez muscular e dores de cabeça associadas à fadiga ocular;

As crianças devem ser incentivadas a segurar os aparelhos eletrônicos a uma distância, idealmente, de 45 a 61 cm;

As crianças precisam ser lembradas de que elas devem piscar ao assistir a uma tela.

Outras recomendações

O oftalmologista americano Dr. Stephen Lipsky recomenda que:

Os dispositivos eletrônicos não devem ser usados em uma sala escura. Conforme a pupila se expande para se ajustar à escuridão, o brilho da tela pode agravar a pós-imagem e causar desconforto;

As crianças devem parar de usar os dispositivos 30 a 60 minutos antes de dormir, pois a luz azul pode atrapalhar o sono. Se os adolescentes não quiserem fazer isso, os pais devem solicitar que mudem para o modo noturno ou um modo semelhante para reduzir a exposição à luz azul.

Referências bibliográficas
GUDGEL, Dan. “Screen Use for Kids?. American Academy of Ophthalmology. 2020. Disponível em: https://www.aao.org/eye-health/tips-prevention/screen-use-kids. Acesso em: 30/08/2020.
MEDICAL XPRESS. “Pandemic learning can strain children?s eyes?. 2020. Disponível em: https://medicalxpress.com/news/2020-08-pandemic-strain-children-eyes.html. Acesso em: 30/08/2020.

– –
Fonte: PORTAL PEB MED – www.pebmed.com.br – Autora: Roberta Esteves Vieira de Castro

Você também pode gostar
Você ainda tem dúvidas sobre o glaucoma?
+
Você ainda tem dúvidas sobre o glaucoma?

Doença ocular crônica que pode levar à cegueira irreversível, se não for tratada a tempo. Estamos falando do glaucoma, cuja prevalência aumenta com a idade. ...

11 de outubro de 2023
Erros refrativos devem receber a devida atenção
+
Erros refrativos devem receber a devida atenção

Uma dificuldade para ler um texto aqui, outra, para focar um letreiro mais distante ali… Não enxergar com nitidez pode ser um sinal de alerta. Os erros de ...

14 de fevereiro de 2024
Ceratocone: 9 principais dúvidas no dia a dia do consultório
+
Ceratocone: 9 principais dúvidas no dia a dia do consultório

Ceratocone é uma doença não inflamatória da córnea caracterizada por afinamento progressivo e protrusão em formato de cone levando a déficit visual. Com que ...

19 de setembro de 2023
siga @signorellioftalmologia no Instagram